23 de junho de 2015

Parece...


Parece que não aconteceu,
parece que o tempo percebeu
que precisava matar lembranças,
destruir esperanças
e voar pra bem longe
de onde eu costumava estar.
Parece que o tempo não vai voltar,
que fez um acordo comigo
de, sutilmente, me poupar.

Parece que eu gostei
e ao mesmo tempo eu não sei
se era isso mesmo que eu queria,
pois eu sonhava um dia
que o tempo não ia passar,
que amarrados um no outro
sempre iríamos estar.
 
Parece que eu não pude escolher
e você com o tempo não pôde concorrer.

Parece que foi assim,
uma história com começo e sem fim!!!

(Silvana Duboc)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo carinho da tua visita.