29 de dezembro de 2010

FELIZ ANO NOVO... FELIZ ANO TODO!!!


Dentro de alguns dias, um Ano Novo vai chegar a esta estação.

Se não puder ser o maquinista, seja o seu mais divertido passageiro.

Procure um lugar próximo à janela desfrute cada uma das paisagens que o tempo lhe oferecer, com o prazer de quem realiza a primeira viagem.

Não se assuste com os abismos, nem com as curvas que não lhe deixam ver os caminhos que estão por vir.

Procure curtir a viagem da vida, observando cada arbusto, cada riacho, beirais de estrada e tons mutantes de paisagem.

Desdobre o mapa e planeje roteiros.

Preste atenção em cada ponto de parada, e fique atento ao apito da partida.

E quando decidir descer na estação onde a esperança lhe acenou não hesite.

Desembarque nela os seus sonhos...

Desejo que a sua viagem pelos dias do próximo ano, seja de


PRIMEIRA CLASSE



Feliz Ano Novo!

()

15 de dezembro de 2010

FELIZ NATAL!!!



Hoje, vim especialmente para te agradecer...


Agradecer a emoção que me proporcionas

ao receber os teus comentários que são sempre tão bem-vindos,

e lindas, mensagens que muitas vezes chegaram na altura

em que eu precisava ler o que elas diziam.



Agradecer por mais um ano de carinho constante,

e sobretudo, pela oportunidade que me deram

de conhecer um outro sentido da palavra AMIZADE,

talvez na sua forma mais ampla e integral,

uma vez que é dispensável a presença

do olhar, do toque e da voz.



Essa maneira, tão nova, de conhecermos pessoas

e delas nos tornarmos amigos, transcende, ultrapassa qualquer entendimento,

mas não consegue invalidar o sentimento maior que nos une.


Basta que saibamos que em algum lugar desse imenso planeta

existe alguém em total sintonia connosco e isso nos basta.


Gostaria de te desejar um feliz Natal,

extensivo a toda a tua família,

esperando que no próximo ano

as nossas caixinhas continuem sempre cheinhas...

e os nossos corações cada vez mais próximos.


Um Feliz Natal, a todos os que me visitam e deixam o seu carinho!!!

(clica na imagem, tem lá um miminho para ti)


()

14 de dezembro de 2010

SER FELIZ!!!



Ser feliz...

É passar pela vida

Sujeito a todas as forças contrárias

"Tempestades e cores"...

È cair e levantar...

E achar a vida uma dádiva

É o sentido da vida

É a vida criando sentido

Todos dias, uma meta a se cumprir

Não dar tréguas, cumprir suas metas

Sempre tentando buscar seu espaço

Sempre buscando novos horizontes...

Cada dia é inesperado...

Aventuras , imprevistos, ansiedades....

Surprezas...decepções...

Que emocionam

Sorrisos, alegrias inesperadas

Que amenizam o nosso existir.

Pintar tudo do branco da paz

Encher todos os espaços ruins de perdão

Perdoar a si mesmo...

Viver é ser feliz!!!!!



Viver as coisas simples da vida

Namorar à luz da lua

E se deixar acariciar pelo sol....

Respirar o ar puro da manhã

O mistério das ondas do mar

Sentir o vento penetrar na tua pele

Sentir a energia da terra nos pés

Poder pisar descalço na areia

E poder sentir sua textura...

Sentir a beleza nas coisas mais simples...

Abraçar teu amigo

com o carinho de irmão

Em todas as horas

mais ainda quando ele precisar

Poder transmitir a força

quando tudo o mais parece perdido



Sentir o cheiro da relva molhada.

Correr, brincar e imaginar...

O desconhecido com otimismo

Com sonhos plenos de amor.

Ter um sorriso nos lábios

Mesmo que teu coração esteja ferido



Amar ao próximo,

Mas no sentido mais amplo de amar

Amar a vida, amar o teu irmão

Seja ele quem for

De qualquer cor ou índole

Não importa quem



Experimentar o amor de todas as formas

E perceber que este amor

É tão cheio de diferenças

Que sempre nos pega de surpresa

E nos amarra o coração

Tolhendo a razão...

Querendo apenas viver

O que importa mesmo é amar



Entregar-se as lembranças

De uma alegria que perdemos um dia

Sentir saudades do amor

que ainda nos quer

Logo, rápido...

Sim é preciso, urgente ,

Sentir saudades do amor...

Isto é ser feliz!!!!

()

6 de dezembro de 2010

A voz do silêncio!!!


Pensamentos, pensamentos e pensamentos...

Quantas coisas vêm na mente em um momento de puro silêncio.

Calma? Tristeza? Sonhos? Esperança?

O silêncio é misterioso e ao mesmo tempo mágico.

Alimenta o amor, engrandece a dor e fortalece o pensamento.

Silêncio é igual a sonhos, igual a desilusões e igual a medo.

Quantas são as perguntas?

E quantas repostas diante do silêncio.

A melhor companhia, a pior solidão, a maior esperança.

Como viver sem o silêncio? Como viver sem o amor?

Como viver sem o silêncio? Como viver sem os sonhos?

Como viver sem o silêncio? Como desatar os nós de uma vida?

Esse é o silêncio, chega de mansinho e toma conta de um ser.

É no silêncio que se encontra as respostas, que se pensa em uma vida e vive uma plena realidade.

É no silêncio que o amor nasce, é no pensamento que cresce e no silêncio que morre.

O que é o silêncio? É o bem ou é o mal?

Como saber, se é no silêncio que nasce a esperança, é no silêncio que está a vida, é nele que nasce o pensamento.

Tudo é fruto de um lindo e calmo silêncio, de um tenebroso e escuro silêncio, de um momento de paz a um momento de agonia.

É no silêncio que as lágrimas aparecem.

É no silêncio que brotam as lágrimas.

É no silêncio que o pensamento cruza o universo em busca de respostas.

Existe uma definição?

Não !!!

Esse é o silêncio, um misto de emoções, que preenchem o coração,
enriquecem a solidão e confortam a tristeza.

É no silêncio que o amor aprende a viver e os pensamentos brotam como flor, descobrindo a magia da existência.

E como uma flor, o silêncio dura pouco,

mas o pouco se torna muito quando deixa de ser existência e passa a se tornar necessidade.

Um minuto de silêncio vale mais que mil palavras,

pois é nele que o mistério da alma se esconde,

é nele que as respostas se encontram,

é nele que o conforto diante da desilusão se faz presente.

Ohhhh Silêncio.

Triste, porém doce silêncio.



( Pedro Pitanga)

19 de novembro de 2010

Amigos... um lindo fim de semana a todos os que me visitam!!!


Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que a minha vida é a maior empresa do mundo.
E que posso evitar que ela vá à falência.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.
É saber falar de si mesmo.
É ter coragem para ouvir um “não”.
É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Pedras no caminho?
Guardo todas, um dia vou construir um castelo... ”




(Fernando Pessoa)

9 de novembro de 2010

...antes que seja tarde demais e "as cerejas se acabem"



O valioso tempo dos maduros
Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para a frente do que já vivi até agora.
Tenho muito mais passado do que futuro.
Sinto-me como aquele menino que recebeu uma bacia de cerejas.
As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades.
Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados.
Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.
Já não tenho tempo para conversas intermináveis, para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha.
Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos.
Detesto fazer acareação de desafectos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral.
'As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos'.
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa...
Sem muitas cerejas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade,
Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade,
O essencial faz a vida valer a pena.
E para mim, basta o essencial!

(Mário de Andrade)

18 de outubro de 2010

Som do coração...



Repousa o olhar no horizonte

Lá onde tudo é possível

O imprevisível, o abraço imenso

O inesperado encontro

O sonho, as tolas intenções

E o principiar da vida

Cabe apenas em uma palavra

Quando em silêncio, digo: Amo-te!

Há um ritmo singular

Que acalenta e embala

O amor inconfesso

Na solidão do olhar

No espaço suspenso

Entre a realidade e o sonho

Refugia-se o coração

À beira da revelação íntima

Cumpre seu desígnio secreto

Percorrem os teus caminhos

Os passos da minha emoção

Até o limiar onde me aquece

A chama do desejo incontido

 
()

7 de outubro de 2010

APARAS DA VIDA!!!


Restos de papeis rasgados,
em duros embates da lida,
fragmentos de tempo amassados,
pequenas notas, retalhos,
simples aparas de vida.

Almas hoje distantes,
corações aflitos, ex-amantes,
buscando no caos a razão,
como num jogo jogado,
em perseverança e doação.

Mãos que se tocam nervosas,
perdidas na confusão,
corações ansiando por aquietar-se o vento,
para entender a equação.

Antes que o vendaval tudo espalhe,
encontrar o pedaço, o detalhe,
o beijo, o abraço,
o cerne, o princípio do fim,
o momento da escolha, o sim.

Tentar recompor
o todo rasgado, incompleto,
como o bom jogador,
que remonta um jogo,
e faz renascer um afecto.

Mas, como acolher carências,
juntar coerências,
como sonhos e esperanças,
sem apartar paradoxos,
como Amor e dor?

()

27 de setembro de 2010

...e assim são as palavras escritas






 

Se me disseres que me amas, acreditarei mas se escreveres que me amas, acreditarei mais ainda.

Se me falares de tua saudade, entenderei.

Mas se escreveres sobre ela, eu a sentirei junto comigo.

Se a tristeza vier a te consumir e me contares, eu saberei, mas se a descreveres no papel, o seu peso será menor...e assim são as palavras escritas, possuem um magnetismo especial, libertam, acalentam, invocam emoções.

Elas possuem a capacidade de, em poucos minutos, cruzar mares, saltar montanhas, atravessar desertos intocáveis.

Muitas vezes, infelizmente, perde-se o autor, mas a mensagem sobrevive ao tempo, atravessando séculos e gerações.

Elas marcam um momento que será eternamente revivido por todos aqueles que a leram.

Viva o amor com palavras faladas e escritas, mate saudades, peça perdão, aproxime-se.

Recupere o tempo perdido, insinue-se, alegre alguém, ofereça um simples "bom dia ", faça um carinho especial.

Use a palavra a todo instante.

De todas as maneiras.

Sua força é imensurável.

Lembre-se do poder das palavras:

Quem escreve constrói um castelo. Quem lê passa a habitá-lo


()

22 de setembro de 2010

MARIA BETHANIA " FERA FERIDA "


Maria Bethania interpreta "Fera Ferida" como ninguem. História de um amor que só deixou solidão e marcas de sofrimento
(desligar o som do blog)

14 de setembro de 2010

O Caminho!!!




Percorri milhares de quilómetros na Auto Estrada da Ilusão


Senti no meu rosto o calor do Sol setentrião

...De tanto olhar para o sol... ceguei

Sem rumo de luz... pela noite optei.



Saí da Auto-Estrada e deixei para trás a Ilusão

Optei pela Estrada esburacada da Atenção

Pela Vereda difícil da Verdade

E pelo Caminho estreito da Realidade



Amanhã terei chegado ao meu destino

Tendo percorrido todo o caminho

Não vou olhar para trás, à procura de nada

O meu espírito percorrerá outra caminhada



Não sei o que me espera pelo caminho

Se uma janela se abre ou uma porta se encerra

Continuarei a ter os meus sonhos de menino

Mas caminharei com os pés assentes na terra
 
 
(HM)

8 de setembro de 2010

A VIDA!!!



"Quando uma porta se fecha, outra se abre.
O que acontece é que ficamos, tanto tempo a contemplar a porta fechada, que não vemos a que foi aberta" 
   
 
(Helen Keller)
   

   
  

.

5 de setembro de 2010

Estou de volta...

Pois é... pois é, parece que estou a voltar ao activo e com novo visual para a todos agradar.
Tão depressa abandonei este meu lindo cantinho que eu tanto adoro,como agora resolvi voltar.
Não com tristezas nem lamúrias.
Não com dor nem torturas.
Muito menos com lágrimas ou amargúras.
Mas sim com alegrias e felicidade.

Por isso digo aqui a todos.

VOLTEI AMIGOS...

Por isso um bem haja a todos e espero que continuem a visitar o meu cantinho como antes.

A única e grande novidade que tenho para vos dar, é que durante esta ausência algo novo apareceu na minha vida... no dia 3 de Julho de 2009 fui avó.

Que coisa maravilhosa, uma experiencia que quero partilhar com todos vós.

Aqui vos deixo um pouquinho da minha Matilde, ela é uma ternura mesmo... rsss