11 de outubro de 2015

Faz frio!!!




Faz frio.

A chuva bate nas vidraças anunciando que o Inverno chegou e que veio para ficar.

Encho a banheira com água a ferver, perfumo-a com sais especiais e mergulho.

São tão poucos os momentos de silêncio, são tão escassos os momentos de tranquilidade e naquela água fumegante há todo um Universo de energias a recuperar.

Invade-me uma sensação de calor e prazer, toda a minha fadiga se dissolve naquela temperatura, todo o meu corpo agradece o conforto.

No leitor de CD toca Sting confirmando aquilo que há muito tempo sei… How fragile are we are.

Saio da banheira e mimo o meu corpo com óleo de canela previamente aquecido, um aroma adocicado envolve todo o quarto. Massajo cada centímetro de pele, hidrato um pouco da minha auto-estima. Esqueço as imperfeições, ignoro os centímetros a mais, esqueço os centímetros a menos e valorizo o meu corpo naquilo que é… naquilo que eu sou.

Faz frio.

Aqueço o meu chá de frutos vermelhos, coloco as almofadas no chão e meto mais lenha na lareira, deixo que a manta de pêlo de ovelha me abrace, fecho os olhos e agradeço… incendeiam-se na lareira os episódios da minha vida: a infância, a adolescência, os amigos de outrora, os amigos de hoje, os amigos de sempre. A família mais próxima, aqueles que já partiram e aqueles que mesmo longe, estão sempre perto.

A filha… a neta... o nascimento, o primeiro sorriso, o primeiro abraço, o primeiro «mamã».

Faz frio… o meu coração vai aquecendo ao lembrar os degraus que subi, os patamares que alcancei, os trambolhões que dei.

Curiosamente, a cada ferida lambi o sangue, a cada nódoa negra espalhei a pomada, a cada queda ergui-me novamente.

Não sei onde me agarrei, de que muleta me servi, só sei que encontrei energia para olhar em frente e continuar a subir.

Faz frio… não interessa a temperatura que faz lá fora, interessa o que eu sinto cá dentro.

Fecho os olhos… o lume apaga-se suavemente… o chá arrefece… a tua imagem esvai-se... adormeço…






7 comentários:

  1. Que texto quente e introspetivo!
    Não importa o tempo que faz lá fora, mas o que faz dentro de cada um de nós. É bom que algumas passagens e imagens da vida se esfumem.

    Bom domingo e melhor semana.

    Beijos, Cristina!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Céu, estás bem? Sim o que conta mesmo é o tempo que está dentro de nós. Beijinho grande e bom fim de semana

      Eliminar
  2. Bom dia doce amiga.
    Bela a música do Sting que escolheste para te acompanhar nesse banho de calma.
    Tu és assim, forte e frágil.
    Mais uma vez soberbo este momento de introspeção que partilhas.
    Beijo



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Zé, senti a tua ausência. Espero que já estejas por cá. Beijinho grande e bom fim de semana.

      Eliminar
  3. Olá,

    Como deves observar, tenho passeado neste teu jardim, quase diariamente, mas hoje tive vontade de te deixar umas linhas.
    Li, reli, senti. Fui ao princípio, pude sentir o teu sofrimento, que tão sentido partilhas nos "ELA" .
    Sabes, por muito que se ame, ninguém tem o direito de nos magoar dessa forma.
    E acredita gostei muito de ver a forma como descreves "A Mágoa".
    Só alguém muito especial e único, sobrevive a uma traição, e continua doce.
    Porque apesar de todo o sofrimento de uma fase menos boa, consigo sentir doçura no teu sentir magoado.
    Até o teu "odeio-te", que espero, como alguém comentou, ser o teu grito de libertação, está intenso e doce, não me perguntes como pode um odeio-te ser doce, mas acho que não consegues passar a mensagem de ódio. Talvez quem sabe, porque não sabes odiar.
    Os teus abraços, tens pelo menos dois, achei soberbo, dentro do teu abraço cabe a paz, numa entrega plena. Felizardos/as os que conseguem partilhar o teu abraço.
    Tu és grande Cristina, grande de sentimentos, vou gostar de manter por perto agora que te descobri. E quero ver todo esse passado sumir, e despertares sem mágoas para um novo amor. que mereces sem duvida, numa entrega plena.
    Vou continuar a descobrir-te neste recanto tão teu. Fiquei teu fã.
    Beijo e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Filipe, bem vindo, claro que reparei numa presença constante, entrando em todos os recantos, já andava intrigada... Quem seria.., mistério desvendado. Obrigada pelo comentário.
      Beijinhos e bom fim de semana.

      Eliminar
  4. Mas que belo texto! Parabéns, amiga!
    Tem cor, sentimento, inteligência e tem cheiro doce a canela que experimentar aqui deste lado.
    E tem ainda algo que muito a aprecio: Aceitação de Si.

    Bjinho

    ResponderEliminar

Obrigada pelo carinho da tua visita.