2 de outubro de 2015

Preciso-te!!!






(Tudo o que amei, amei sozinho - Edgar Allan Poe)


Preciso-te agora!!!

Só tu sabes colocar todas as minhas nuvens num outro céu. 


Conheces os silêncios dos meus desertos e os rostos dos meus fantasmas. 

Sabes que me sossego com estrelas e não com batalhas. 

Que ao aportares no meu peito se desvanecem todas as tempestades acesas. 

Tu sabes.


Só tu tens o dom de me antecipar e perceber sem perguntar por motivos. 

Carregas contigo aquele abraço pronto quando o mundo me deixa mais nua que despida, mais magoada que vencida.

Sabes, és o único que me desenlaça num sorriso. Que me segura no chão os passos e conhece nos olhos o lado de dentro do olhar.


Só tu me conheces a palma e a mão, a verdade em cada sim que disfarço de não.


Preciso-te porque sim!!!
Porque me conheces de cor... 
Porque me sabes e adivinhas...
Porque sem ti sou uma metade sozinha....uma ilha vazia!!!

Preciso-te!!!







10 comentários:

  1. Olá, Cristina!

    Estás bem? Aqui, bem, embora farta de escrever, mas tenho de tentar fazer algo para publicar no meu blogue.

    Um doce pedido, sem ser lamechas e sem dares ao teu "amado" grandes explicações. PRECISO-TE E PONTO FINAL.
    Quem ama e é amado necessita de ouvir palavras, como estas, sugestões, indicações, e a isso chama-se viver em comunhão, a todos os níveis.

    Não peças a metade, a tal parte que te completa, que te falta, pensas tu, pke tu és completa, graças a Deus. Tu, poeticamente, e não só, tu/nós queres/mos um homem, na íntegra e a tempo inteiro, sem "abafar", nem nós, nem ele.

    A prosa k escreveste é mto bonita, bem construída, semanticamente, e mto significativa. Afinal, basta só estar contigo e dar-te a atenção k lhe pedes e k mereces.

    Nunca peças algo, no plano sentimental, e na vida real, em forma de prece. Há coisas k têm de acontecer livremente, de boa vontade, assim, como a profundeza de um olhar.

    Agradeço o poema k deixaste no meu blogue, e que entendi mto bem, ai, como eu entendo as almas "penadas", sob a forma de conversa, e que conheço há mto. É o célebre INVICTUS", de um escritor britânico, k mto admiro e k teve uma vida difícil, morrendo aos 50 e poucos anos, vítima de tuberculose.

    Um resto de feliz noite e um excelente fim de semana.

    Beijos e um mega abraço.

    ResponderEliminar
  2. SÊ A CAPITÃ DA TUA ALMA, MINHA QUERIDA!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Amar, e relacionar-se, é uma aventura para os bravos...aventura, pois não há solo firme e totalmente conhecido em se tratando do coração alheio...bravos, pois só podemos amar e ser amados por completo ao entregarmo-nos em nossa completude. Sinto no chamamento de seu poema a demanda de quem está cheio de amor para dar e nessa urgência, às vezes perigosa para um coração sensível, uma beleza dramática como a de um castelo consumido pelas chamas...
    Perdoe meus devaneios, mas alguns poemas, como o seu, inspiram-nos.
    Um feliz final de semana.
    Abraços!
    Bíndi e Ghost

    ResponderEliminar
  4. OI CRISTINA!
    UM CHAMAMENTO, PARA O AMOR, NA CERTA IRRECUSÁVEL!!
    LINDO TEXTO.
    ABRÇS
    -http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  5. Olá, minha doce Cristina!

    Gostas de algodão doce? Menina "gulosa"!
    Como vais? Em fim de semana, vamos que vamos, como dizem os brasileiros, enfim, o importante é ir, avançar e caminhar, e preferencialmente, e já agora, feliz.

    Não falei da imagem k colocaste a encimar o teu texto, propositadamente, pke eu nem me quero imaginar num sítio daqueles. Não tenho assim mto medo das alturas, mas tenho algum, mas ai das profundidades! Não gosto do mar e nunca tive qualquer problema com ele, nem nele, mas fico com arritmia só de pensar k tenho k o ver. Infelizmente, da minha casa, que é um 5º andar, vejo o Tejo ao fundo, e já da casa dos meus pais também o via. Mas que infortúnio!

    Tens de ir sabendo de algumas das minhas características, boas e más, que é para ires esboçando, tipo retrato robot, o caráter desta tua nova amiga virtual.

    Bom sábado. Aqui, fazem-se limpezas, como habitualmente.

    Beijos e abraços.

    PS: às tantas da matina, lá consegui escrever umas coisinhas no meu blogue. Qdo não tiveres mais nada para fazer, e se quiseres, passa por lá, mas "disseca" o poema, vá lá, pke tu tens capacidade para o fazer.

    ResponderEliminar
  6. E quando precisamos assim, como é bom ter o outro disponível para nós...
    Um magnífico texto, gostei.
    Cristina, tenha um bom resto de domingo e uma boa semana.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  7. Boa tarde
    Convido-te a visitar o meu cantinho de poesia.
    Um abraço, Ana Pereira
    http://almainspiradora.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Intenso, basta conhecer-te para sentir que és MULHER de sentimentos intensos.
    Magnífico Cris, igual a ti.

    " As grandes paixões são para as almas grandes, e os grandes acontecimentos só podem ser percebidos por aqueles que estão ao seu nível..."
    Sir Oscar Wilde

    Abraço inteiro

    ResponderEliminar
  9. Gosto de poesia. A sua sente-se. Parabéns.

    ResponderEliminar
  10. É isso. Cada um tem-se a si e isto é bastante, mas pouco para navegar com sossego os mares de uma vida.
    Precisamos de quem nos segure o olhar, acenda um sorrio ou nos ceda o ombro para serenar o cansaço. E depois há a Lua que é mil vezes mais bela se for contemplada a dois. E há a fome repentina no corpo, a pedido da alma, por mais um beijo ou um abraço.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo carinho da tua visita.