31 de janeiro de 2016

O dia em que te esqueci...




Há um dia em que finalmente tudo passa, vais para a cama e adormeces profundamente, sem sonhos ou pesadelos, sem depositar na almofada as grossas e salgadas lágrimas que andaste o dia inteiro a conter. 

Acordas de um sono reparador, levantas-te decidida da cama, saltas para o duche sorridente, vestes uma roupa elegante e colorida e quando colocas perfume, já nem te lembras da pessoa que to ofereceu.

Chega sempre o momento em que ao pegar no telefone te sentes tranquila, sabes que não tens mensagens especiais daquele por quem há tanto tempo esperas e, quando ele toca, já não largas tudo para ir a correr atender, pois sabes que a pessoa em que pensas, há muito que te esqueceu.

Um dia também, consegues finalmente frequentar aquela esplanada com vista para o mar, beber o teu café, ler o teu livro, apanhar sol no rosto, inspirar a brisa sem ter o coração em sobressalto, sabes que aquele com quem partilhaste, naquele mesmo lugar, sonhos e beijos ternos, não vai chegar e sentar-se na cadeira ao teu lado.

Há um momento na tua vida em que já não choras quando ouves a música que tanto te fez sorrir, já não te emocionas quando vês um filme romântico, já não olhas para a estrela polar pedindo como o teu maior desejo, o amor daquele que talvez nunca te tenha amado.

Há um dia em que a dor adormece e esqueces tudo o que aconteceu!!!

Que pena que esse dia não seja hoje…




24 comentários:

  1. As tua escrita é sublime a narrares os teus sentimentos, mas o mais sublime de tudo é mesmo a forma como vives esse sentimento.
    Beijinho e bom Domingo!

    ResponderEliminar

  2. Seu blog é muito legal.
    Tudo lindo e de muito bom gosto.
    Se puder dá uma passadinha no meu.
    Já estou te seguindo, segue também se gostar.

    Beijos
    Ani

    HTTP://cristalssp.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  3. Esse dia chegará.
    Quando menos se espera e onde menos se espera.
    Boa semana!

    ResponderEliminar
  4. Descreveres assim o que sentes é deixar o coração propício a todas as lembranças. Gostei muito do texto e da fotografia que o ilustra.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  5. Se não hoje, esse dia poderia ser mesmo amanhã... Já não era mau de todo...
    Gostei do texto, minha amiga Cristina, é magnífico.
    Boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  6. A verdade liberta, a transparência posiciona, a palavra abre portas e a disposição consagra.

    Passei por aqui...e gostei bastante do seu texto e claro, o mar!:)

    ResponderEliminar
  7. Deixo a letra de uma música antiga de Paulo Vanzolini (lembrei-me dela ao ler teu text0)

    Volta por cima

    Chorei, não procurei esconder
    Todos viram, fingiram
    Pena de mim, não precisava
    Ali onde eu chorei
    Qualquer um chorava
    Dar a volta por cima que eu dei
    Quero ver quem dava

    Um homem de moral não fica no chão
    Nem quer que mulher
    Venha lhe dar a mão
    Reconhece a queda e não desanima
    Levanta, sacode a poeira
    E dá a volta por cima

    Link: http://www.vagalume.com.br/maria-bethania/volta-por-cima.html#ixzz3yyvRiQbW

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Gato, grata pela visita e pela musica.
      Beijo

      Eliminar
  8. Esse dia vai chegar e quando menos se espera.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  9. Tu escreves e no0s colocas junto a ti! Lindo! bjs, chica

    ResponderEliminar
  10. Adorei seu conto, qualquer dia a gente se encoraja...
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  11. Isso é um "poema" lindo, e essa música também é linda e inspiradora!
    Bjssss amiga

    ResponderEliminar
  12. Mas há sempre um amanhã
    Porque tudo passa...

    Gostei muito.

    Abraço

    ResponderEliminar
  13. Não é hoje! Mas quase. Pois pra fazer um poema tão belo só pode estar em alto astral.
    Muito bom!

    ResponderEliminar
  14. Um texto assim pode ser um começo de uma nova etapa. Levadas as feridas há (quase) sempre um despertar perfumado.
    Bem escrito.

    ResponderEliminar
  15. Olá! Como vai Poetisa? Amei a tua poesia também, e a tua visita! Já estou a seguir-te, e gostaria que fizestes o mesmo! abraços

    ResponderEliminar

Obrigada pelo carinho da tua visita.